domingo, 14 de agosto de 2011

Pedro Almeida, o gênio... ou: como um ateu qualifica certos pensamentos de outros ateus

***Atenção: o texto contém palavras de baixo calão.***

Pedro Almeida é “mestrando em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)”, é “diretor geral da Liga Humanista Secular do Brasil (LiHS)” e (óbvio) um dos responsáveis pela publicação de pérolas em minha eterna fonte de pérolas®.

Na genialidade de todo ateu de internet, o Pedrinho descobriu que eu comento no site do utensílio doméstico voador. (eterna fonte de pérolas®)
Assim comentei:


Na mesma genialidade típica de ateu de internet, o Pedro assim comentou acerca da minha manifestação:



Em parte o Pedro Almeida está certo, e posso listar alguns motivos:
1 – Este blog é dedicado a publicar pérolas(bostas) atéias
2 – os ateus que aqui comentam (e, portanto, acrescentam palavras no blog) falam majoritariamente pérolas(bostas) para defender as pérolas(bostas).
3 – as pérolas(bostas) são pérolas(bostas) aqui, na China, na Dinamarca e em qualquer buraco que tenha surgido um ateu autor de pérolas. As pérolas (ou bostas, já que assim prefere o Pedro Almeida da LiHS) independem de qualquer cosmovisão.

Aos desavisados vale salientar que este blog não é necessariamente uma bosta: este blog é uma fossa séptica de bosta atéia. (portanto, Pedrinho acerta quando diz “blog de bosta”, se no sentido de ‘blog com bosta’)
Uma das grandes diferenças entre este blog e tantos outros domínios ateus na internet, é que aqui a bosta atéia recebe o tratamento que toda bosta merece receber.
No bule voador, a bosta é tratada como alimento. Aqui ela é tratada como excremento, bosta, estrume, merda, cocô, dejeto, esterco, fezes que é.
E que conste que ainda assim eu prefiro a palavra “pérola”. (mesmo já tendo usado outras palavras)

Agora vamos ao erro do Pedro Almeida, ateu mestrando em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Juiz de Fora.
Diz ele: “algum texto aqui publicado seja tosco. Chama-se projeção”
Textos toscos do bule voador que já figuraram neste blog.
O que é filosofia

Kaká é chato

O Papa é chato e eu sou demais

Quero o aborto, e pronto!

Problemas filosóficos

Sobre sua vida íntima

Foque a pessoa (em um domínio-extensão do bule)

Parabéns, meu deus

Como eu era ruim antes do ateísmo!

O Papa é chato e eu sou demais (outra versão)

Falo sobre o que sei, invento sobre o que acho que sei e minto sobre o que não sei

Dos quarenta posts publicados na categoria tragicômico (este é o quadragésimo primeiro), ONZE foram publicados inicialmente na eterna fonte de pérolas®.
Eu não tenho muito tempo para visitar o divino site deles, menos ainda para gastar lendo a coisa racionalmente/argumentativamente parca que é majoritariamente publicada por lá. Que o bule voador tem coisa aproveitável, claro que sim.
Mas tem texto tosco, ou como prefere o Pedro, tem bosta atéia.
Portanto, está PROVADO CABALMENTE que o bule voador publica texto tosco. (ou bosta, como prefere o Pedro Almeida, diretor geral da Lihs)
E se alguém duvida, basta visitar um dos 11 links acima e provar que o texto em destaque não é tosco. *** atualização dia 30/08/2011: é um exagero dizer que "está provado cabalmente" que há texto tosco no bule se apenas levando em consideração os links. Errei. O correto seria dizer que há frases estupendamente toscas para os links em questão, mas não necessariamente o texto tosco (que dá sentido para o entendimento de "texto todo tosco", "do início ao fim tosco"). De qualquer forma, há texto tosco no bule voador (inclusive textos que estão linkados acima - mas os posts não falam sobre o texto todo), e um dos que comentarei em breve é de autoria de Eli Vieira

A sapiência de Pedro Almeida não deve ter permitido que ele notasse que, chamando meu blog de bosta, estaria chamando de bosta coisas que foram publicadas no bule e compartilhadas aqui.
Eu concordo, é bosta atéia, mas eu prefiro chamar de pérola.
Se aquilo que o Pedro fez não foi projeção, foi um baita tiro no próprio pé, uma vez que se eu projetei alguma coisa do meu blog, foi conteúdo sapiencial de ateu divino, inclusive do próprio bule voador. (e agora também coisa do Pedro)

Tadinho do Pedro...

Mas, como sou bondoso com pessoas de determinado nível ou disposição de pensamento, o próximo post será para explicar ao Pedro (e a quem mais necessitar) que o texto em questão é tosco.
Não necessariamente bosta (como prefere Pedro Almeida), mas tosco.

Um comentário:

J. Tanatos disse...

hahaha!

Críticas das críticas são muito agradáveis/interessantes de se ler (falo por mim, claro). Além da ironia, que nos arranca altas gargalhadas;

Ótimo blog;

Espero ter tempo e paciência para poder criticar alguma crítica sua.

t+