quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O sexo é deles

A minha eterna fonte de pérolas® deu um passo a mais no controle/intrometimento na vida íntima dos outros.
Em um texto, Eduardo Soares diz que virgindade é uma “estupidez a troco de nada”.

Eu bem que reli o texto em busca de argumentos para a afirmação do título, mas o texto é demasiado subjetivo, emotivo e vago para que bons argumentos sejam encontrados por lá.

Tal a quantidade de falhas lógicas e argumentativas que o classifico como um “texto pérola”.[1]

Separei apenas a pérola final.

(clique para ampliar)

Senhoras, senhoritas e senhores, é isso aí!
Não basta ser contra religião ou contra o fato delas terem lá suas crenças e recomendações (prescrições se preferirem) acerca do comportamento sexual, é preciso seguir a prescrição (ler o post) que a minha eterna fonte de pérolas® faz, do contrário seria “estupidez, burrice” e prova de que você não possui sequer “um resquício de bom senso”.

Ao passo que nos religiosos temos possíveis punições (uma vez que não afirmam que tais punições irão de fato acontecer, pois além do fator “arrependimento pelo pecado e misericórdia divina” não dão garantia da vontade divina); na minha eterna fonte de pérolas® Eduardo Patriota esclarece que o castigo já está definido e muito bem expresso: você será motivo de chacota.

===
[1]Para aqueles que quiserem mais detalhes sobre as lorotas do texto desse ateu de internet, basta dizer o nº do parágrafo que gostaria de ver destrinchado que eu destrincho.
Mas vale dizer que considero o artigo demasiadamente subjetivo para ser digno de tal ato. (oferta válida até o dia 01/03/2011)

==
Você leu a lorota e considera minha opinião errada?
Vamos discutir. Comente!

6 comentários:

WILLIAM PEREIRA DA SILVA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
WILLIAM PEREIRA DA SILVA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
WILLIAM PEREIRA DA SILVA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Yuri S. C. disse...

William, William, William...
Sequer cheguei a postar pérola sua e já está como uma criança a reclamar de minhas incômodas observações por meio de trollagem.
Você é um sem vergonha, tem a liberdade de fazer a merda que quiser em seus inúmeros blogs e textos de autoria pessoal, mas aqui quem manda é eu.

De fato seu comentário não será aprovado. Acertou em cheio. Mas isso não é novidade, pois umas das regras é bloquear trolls. Ao menos dessa vez você pensou.
De qualquer forma faço questão de deixar registrado seu rostinho lindo nesse blog para que as pessoas vejam quem é o sem vergonha do William.

Sua merda você publica em seus textos e blogs, aqui já basta aquelas selecionadas por mim feitas por seus amiguinhos ateus.

Fico triste em saber que você compara as citações de ateus aqui com as citações dos ateus que você costuma usar. Se não percebe diferença, procure um psiquiatra.

Agora, se acha que censurar é próprio de pessoas religiosas, vou montar um post especial pra você, seu sem vergonha salafrário e negligente, em que seus doutos amiguinhos de internet censuram comentários.

Déia disse...

Acho que você não entendeu o texto em questão.
O autor é claramente contra a virgindade imposta pela religião.

Yuri S. C. disse...

Entendi isso.
E igualmente vi que não haviam argumentos objetivos.

Alguém viu??